Guia Descorchados 2019

No último dia 9 de abril marquei presença no lançamento do Guia Descorchados 2019. Trata-se de um guia de vinhos da América do Sul (acredito que o mais importante por aqui), criado pelo chileno Patricio Tapia, jornalista e crítico de vinhos. Sua primeira edição foi no final dos anos 90, cobrindo apenas vinhos chilenos. Atualmente, contempla vinhos de Chile, Argentina, Uruguai e Brasil. A edição deste ano conta com quase 1200 páginas e trouxe o resultado de mais de 3000 vinhos avaliados em mais de 400 vinícolas espalhadas por esses 4 países. O guia traz, majoritariamente, vinhos com pontuação acima de 90. Nessa escala, o vinho encontra-se mais perto da perfeição quando sua nota está mais próxima do valor 100.

unnamed6

A primeira edição que o Brasil participou foi a de 2015 (e eu fui no lançamento, pela primeira vez!) e cobria apenas os espumantes. Isso já mostra que temos excelentes espumantes por aqui. Já vinhos tintos e brancos apareceram pela primeira vez no ano passado.

O melhor vinho brasileiro deste ano foi o Espumante Sur Lie Nature 30 meses, da Casa Valduga (http://www.casavalduga.com.br/). Foi o primeiro que eu provei, assim que cheguei no evento. No Brasil, esse vinho recebeu as seguintes premiações do Guia:

  • Melhor espumante
  • Melhor espumante nature
  • Melhor espumante com método tradicional
  • Vinho Revelação
  • Melhor Vale dos Vinhedos

unnamed

Uma grata surpresa foi o melhor vinho branco no Brasil, vem da paulista Vinícola Guaspari (http://www.vinicolaguaspari.com.br/Site/php/home.php), localizada em Espírito Santo do Pinhal. Esse eu não consegui provar, infelizmente.

Nas avaliações gerais dos vinhos tintos e brancos, Argentina e Chile ainda possuem as notas mais altas. Já nos espumantes, o Brasil integra esse seleto grupo.

unnamed7

O lugar estava lotado, com muitos profissionais da área de vinhos e enófilos estavam presentes no evento. Gosto de ir lá ver onde nosso país teve destaque. Mas, óbvio, faço um passeio geral para degustar os principais vinhos de cada um desses países. E, como eu gosto de Malbec, também fui atrás de provar os vinhos dessa uva. Descobri o Zuccardi Malbec (95 pontos), que possui uma suavidade bastante incomum para um Malbec.

Para que gosta de vinhos, é um evento que vale a pena. Pela bebida, pelas histórias que os enólogos que estão presentes contam e pelo livro também.

unnamed3

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s