Iniciando os trabalhos

A alguns anos atrás perguntei a uma amiga, que trabalha com vinhos, onde poderia fazer um bom curso de Sommelier em São Paulo. Ela me recomendou o SENAC, onde ela estudou a respeito. Fui atrás e a grade de horários me desanimou: nunca dava certo com meus horários, pois tinha que conciliar com as atividades de profissional de TI.

Então, veio a minissérie “Amores Roubados” da TV Globo e, óbvio, inúmeras fofocas na internet. No meio de tudo isso, uma coisa me chamou a atenção: uma reportagem onde o ator principal contava como foi o laboratório para compor seu personagem, um Sommelier. E ele citou a Associação Brasileira de Sommeliers, no Rio de Janeiro. Pesquisei e encontrei também em São Paulo, localizada na Vila Olímpia. Descobri que eles tem um curso básico, para iniciantes profissionais ou não, além dos cursos para formação profissional de Sommelier. E com horários mais interessantes para mim. Então decidi me inscrever no curso básico, para conhecer e decidir depois se faria os cursos profissionalizantes lá.

Por coincidência (ou não, rs…), a formação da maioria dos professores é de médicos. Foram um total de 8 aulas com 7 professores diferentes, e cada aula era um experiência diferente. Todos eles possuem muito conhecimento em tudo o que é relacionado com o mundo do vinho e didáticas bem interessantes. Todas as aulas foram muito boas. Até quando o assunto abordado era mais teórico (ou seja, mais chato), eles conseguiam ministrar de forma a prender a atenção do aluno até o final. Pelo menos, comigo foi assim. O curso dá uma visão geral de tudo o que é relacionado com o vinho: história, regiões onde é favorável o plantio da uva e produção do vinho, tipos de uvas, produção, degustação, eno-gastronomia, serviço do vinho. E, em todas as aulas, há degustação orientada de vinhos. E só vinhos top, com “V” maiúsculo. O curso ainda possui uma apostila digital, além de indicações de livros, websites e outras fontes de informação.

Foi durante esse curso que eu decidi fazer o blog. Para exercitar. Não me transformarei numa expert de uma hora para outra, mas é o começo. Porque uma coisa é fazer degustações de vinhos maravilhosos e caros para se encantar e ficar com vontade de conhecer mais a respeito do assunto. Outra coisa é lidar com o dia a dia, onde nem sempre os melhores vinhos estarão à disposição.

Extraí algumas percepções após esse curso: preferência pessoal por Malbec; poderia passar uma noite inteira curtindo uma taça de  Sauvignon Blanc apenas no olfato, sem beber (é serio!); quero conhecer todas as vinícolas do mundo; preciso treinar muito minhas percepções olfativas e gustativas;

Próximos passos: fazer a formação completa de Sommelier; conhecer tudo o que for possível nesse mundo fascinante; treinar, treinar e treinar.

IMG_6450

IMG_6463

IMG_6451

IMG_6452

IMG_6645

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s